CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 243.1.53.O Hora: 12:12 Fase: HO
Orador: LUCIANA GENRO, PSOL-RS Data: 18/09/2007

A SRA. LUCIANA GENRO (PSOL-RS. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, Srs. Diretores do Grupo RBS, jornalistas, funcionários, aproveito esta solenidade em homenagem ao meio século do Grupo RBS para falar da qualidade do trabalho desenvolvido na televisão, no rádio, na Internet por profissionais que são altamente qualificados e que, no dia-a-dia desse trabalho, colocam sua alma, sua dedicação em cada reportagem, em cada matéria que desenvolvem.

Não tenho dúvida de que a grande aceitação dos veículos de comunicação do Grupo RBS no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina se dá pela qualidade desses profissionais, desde a área técnica até os que fazem os bastidores de cada programa e do jornal.

Em Brasília, contamos sempre com a presença do Klécio, chefe da equipe local. Homenageio todos os que aqui trabalham, sabendo que a cobertura de Brasília não é tarefa fácil, especialmente para um jornal do Sul do País. Ainda assim, com todas essas dificuldades, com a imensidão de assuntos que Brasília proporciona, sempre encontramos no jornal Zero Hora uma matéria sobre o assunto mais relevante do dia na Capital Federal.

Evidente que não usarei a tribuna para simplesmente fazer elogios. É óbvio que nem sempre eu e outras pessoas ficamos satisfeitos com a cobertura dada pelo jornal, pelo rádio ou pela televisão. Não existe a possibilidade de uma cobertura ser totalmente imparcial. Qualquer cobertura jornalística está sempre sujeita aos sentimentos e às opiniões daqueles que a fazem e a coordenam e dos dirigentes do grupo. No entanto, o importante é que conseguimos sempre encontrar um canal de expressão nos veículos da RBS, mesmo que nem sempre tenhamos a satisfação de ver o que consideramos o mais adequado, o melhor enfoque, a melhor opinião. Sabemos que o canal está sempre aberto.

Nesse sentido, acredito que podemos buscar sempre contemplar as diferentes opiniões, enfoques e abordagens a respeito dos diversos temas que os veículos de comunicação são obrigados a abordar.

É muito importante essa diversidade de veículos que a RBS nos proporciona. Muitas vezes não encontramos o que buscamos no jornal, mas o encontramos na Internet; não encontramos na televisão, mas o encontramos na rádio. Dessa maneira, nesse pool de meios de comunicação, são veiculados os diferentes assuntos, acontecimentos e opiniões.

Deixo a homenagem e os parabéns a todo o grupo, a todos os que fazem o dia-a-dia da empresa, a todos os que trazem a informação, a diversão e a cultura, a todos que incentivam autores, escritores e artistas do Sul do País, tornando-os conhecidos pelo grande público.

É inegável o extraordinário alcance dos meios de comunicação da RBS, que ajudam o Rio Grande do Sul a se conhecer melhor. As pessoas que estão na fronteira de Livramento ou de Uruguaiana conseguem saber, por meio desse potente veículo de comunicação, o que acontece na capital e vice-versa. Da mesma maneira, o Rio Grande do Sul consegue conhecer melhor aqueles que fazem a vida do Estado por meio das lideranças políticas e culturais das mais diversas esferas, que têm sempre espaço em algum veículo de comunicação da RBS para expressar suas opiniões, demonstrar seus talentos ou levar suas informações.

Parabéns! Espero que nos próximos 50 anos a RBS aprimore ainda mais seu trabalho e promova maior difusão de todas as opiniões e manifestações políticas, culturais e intelectuais de nosso Estado.

Muito obrigada. (Palmas.)