dep.vanessagrazziotin@camara.gov.br
Página Principal

 

   


12 de maio de 2004

Congresso homenagea 95 anos da Ufam

 

Rita Polli
Vanessa dicursa durante a solenidade em homenagem à Ufam

A história oficial do Brasil está em débito com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Fundada em 17 de janeiro de 1909, sob a denominação de Escola Universitária Livre de Manáos, a Ufam até hoje não tem reconhecido o título de primeira universidade do país.

Em 1996, um certificado do Guinnes Book atestou: "Universidade do Amazonas - Primeira universidade brasileira com cursos instalados em março de 1910 assim denominada desde de julho de 1913". Mesmo assim, vários livros sobre a história da educação no Brasil registram que a Universidade Federal do Rio de Janeiro, fundada em 1920, é a detentora do título.

"Pelo Guinnes Book, que atesta a veracidade dos documentos históricos, a primeira é a Ufam, a segunda é a Universidade do Paraná (1912) e a do Rio de Janeiro é a terceira", enumera a doutora Rosa Mendonça Brito, que ontem (11) à noite, na Biblioteca do Senado, lançou o livro "Da escola Universitária Livre de Manáos à Ufam - 95 anos construindo conhecimentos".

O resgate histórico também foi cobrado pela deputada federal Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) durante a sessão solene em homenagem aos 95 anos da Ufam, realizada pela manhã, no plenário Ulysses Guimarães. À tarde, no plenário do Senado, foi feita homenagem similar.

Vanessa destacou ainda que a primeira universidade brasileira nasceu dentro do espírito democrático que a permeia até hoje. "Seu primeiro diretor geral, Astrolábio Passos, foi eleito diretamente por professores das Faculdades de Ciências Jurídicas e Sociais, Medicina, Ciências e Letras e de Engenharia", destacou.

Além do enfoque histórico, a deputada falou sobre a importância da universidade na formação política da sua e de outras gerações. Aluna do curso de farmácia, foi da diretoria do Centro Acadêmico e presidiu o Diretório Central dos Estudantes (DCE) no período entre 1982 a 1983. "No movimento estudantil participei de lutas históricas, quando conquistamos o restaurante universitário e o direito a meia passagem nos ônibus. Grandes foram os embates em defesa da Amazônia, meio ambiente, pela democratização do país, anistia e a grandiosa luta pelas Diretas Já", lembrou.

As dificuldades financeiras enfrentadas pela Ufam também foram lembradas durante a solenidade. "Faltam recursos para as mais elementares despesas, para que se desenvolvam projetos de pesquisas e para que se efetuvem importantes ações de extensão. Problemas que todos devemos enfrentar e ajudar a superar", disse Vanessa

Na perspectiva de mudanças, a deputada lembrou que a reforma universitária em debate precisa fortalecer a universidade como instituição pública e que garanta um ensino de qualidade e gratuito. "Não só pelo poder de mobilização da comunidade acadêmica, mas pelo compromisso do governo e desta Casa (Câmara) a reforma virá fortalecer o caráter público do ensino superior no país", disse.

A homenagem à Ufam reuniu lideranças de diversos partidos da Casa que destacaram a importância da instituição para o ensino superior do país. Na Câmara, foram co-autores da sessão solenes os deputados Lupércio Ramos (PPS), Humberto Michiles (PL), Carlos Souza (PP), Pauderney Avelino (PFL) e Francisco Garcia (PP). Representaram a Ufam, o reitor Hidembergue Frota e a vice-reitora Neila Folcone.


 




 

Página Principal | Página Anterior |  Inicio da Página
Biografia | Projetos | Pronunciamentos | Artigos | Notícias | Publicações | Galeria de Imagens
Fale Conosco | Nossos Endereços | Outras Páginas
Endereço: Câmara dos Deputados - Gabinete 724 - Anexo:IV - Cep 70160-900 - Brasília/DF - Telefone: 215-5724 - Fax: 215-2724
E-mail: dep.vanessagrazziotin@camara.gov.br